Como conseguir um empréstimo do Bolsa Família?

Um dos maiores programas sociais do Brasil, o Bolsa Família atende mais de 13,9 milhões de famílias em todo o país. Criado em 2003 pelo governo federal, seu objetivo é ajudar famílias em situação de pobreza e extrema pobreza a superar o estado de vulnerabilidade.

Para apoiar ainda mais na ampliação de renda, o governo também criou uma modalidade de crédito voltada para os beneficiários do programa, o Progredir. Com ele, microempreendedores e pessoas de baixa renda podem obter crédito para desenvolver pequenos negócios e, consequentemente, melhorar as condições de vida de sua família.

Se você está cadastrado no programa, talvez essa seja uma boa opção para você. Mas como conseguir um empréstimo do Bolsa Família? Neste artigo vamos explicar como funciona o programa e como fazer um empréstimo por ele. Se você é empregado doméstico, também poderá aproveitar para conhecer as soluções financeiras da Simplypag.

O que é o programa Progredir?

Buscando “promover a autonomia, por meio da geração de emprego e renda“, em 2017 o governo federal criou o Progredir. Entre as ações do programa está a criação de uma linha de crédito, conhecida como microcrédito, para atender beneficiários do programa e famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal.

Assim, além do auxílio na renda, quem recebe o Bolsa Família passa a contar com o apoio da linha de crédito. Como o objetivo do programa é incentivar o empreendedorismo, os empréstimos podem ser usados para criar e investir em pequenos negócios, mas não permite que o tomador reforme a sua casa, por exemplo.

Uma das principais vantagens do microcrédito Progredir é o valor das taxas de juros, que são bem menores que as outros do mercado — chegando a cerca de 1% ao mês. Além disso, há mais agilidade para a solicitação, o que também facilita o processo para os beneficiários. Com o programa é possível conseguir um empréstimo de até R$15 mil.

Quem tem direito ao empréstimo Bolsa Família?

Para solicitar o empréstimo do Bolsa Família é preciso, em primeiro lugar, estar inscrito no Cadastro Único para programas sociais do Governo federal. Pessoas que recebem o Bolsa Família já têm esse cadastro, portanto já podem fazer a solicitação. Mas, além de fazer parte dos programas, os tomadores também precisam cumprir alguns requisitos:

  • ter uma renda familiar mensal inferior a R$170;
  • ter todas as crianças e os adolescentes da família matriculados em escolas;
  • participar das ações do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para saúde da mulher.

É importante lembrar que o programa tem como objetivo incentivar o empreendedorismo de famílias que participam de programas sociais. Por isso, não são concedidos empréstimos para cobrir despesas pessoais, como estudos, viagens e reforma ou construção de casas.

Uma dúvida comum é se é preciso ser MEI para conseguir o crédito. Em princípio, não. No entanto, como o crédito é concedido por bancos parceiros, pode ser que algum deles tenha exigências nesse sentido. Por isso, não deixe de consultar essa informação quando for solicitar o crédito.

Aproveite para ler mais em nosso blog e tire todas as suas dúvidas sobre os empréstimos para autônomos.

Como conseguir o crédito?

O primeiro passo para conseguir o crédito é preencher o questionário Microcrédito no site do Progredir. Algumas informações pessoais serão solicitadas, como nome, CPF, escolaridade, e-mail, telefone, e CNPJ, caso a pessoa seja MEI. Durante o cadastro, também será preciso dizer se você já é empreendedor ou se pretende começar um negócio e responder a outras perguntas sobre o seu perfil.

Para conseguir o empréstimo, não basta ser beneficiário do Bolsa Família. Também é necessário ter renda própria além do programa, comprovada em carteira assinada, um fiador e aceitar a visita de um agente dos bancos parceiros — que concedem o empréstimo — em sua casa.

Após o preenchimento do questionário, o Ministério do Desenvolvimento Social vai encaminhar o pedido para os parceiros, entre os quais estão Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Os bancos, então, farão uma análise dos dados para  avaliar se o empréstimo será concedido ou não.

Saiba também como funciona o empréstimo pessoal.

Quais as condições do empréstimo?

Como cada banco tem um sistema de análise de perfis distinto, o valor do empréstimo pode variar dependendo da instituição financeira. No entanto, o valor máximo que o solicitante pode conseguir é de R$15 mil.

Após o envio da solicitação, a instituição faz uma análise dos seus dados e informa o valor que pode conceder. A avaliação leva em conta a renda atual e as garantias para o pagamento das parcelas. A taxa de juros também varia de banco para banco, mas o valor emprestado tem bastante influência em sua definição.

Dívidas pendentes ou restrições no nome são outro fator que pode interferir na aquisição do empréstimo — e que dependem da instituição financeira. Normalmente, quem está com o famoso “nome sujo” não consegue ter acesso ao microcrédito, pois os bancos checam o CPF do tomador em instituições como SPC e Serasa. No entanto, como os critérios de cada banco são diferentes, é possível que algum deles conceda o valor.

Na hora de solicitar um empréstimo, tenha cuidado! Saiba o que é preciso para evitar o golpe do empréstimo e garanta a sua segurança!

É empregado doméstico e não foi aprovado para o empréstimo do Bolsa Família? A Simplypag tem a solução para você!

Com juros baixos e um processo relativamente simples, o empréstimo do Bolsa Família é uma boa opção para beneficiários do programa. Mas, embora a solução pareça bastante vantajosa, o empréstimo só é concedido para famílias que desejam investir em pequenos negócios.

Como são os bancos que determinam se o empréstimo será ofertado ou não, o cadastro no Bolsa Família não é suficiente para garantir que o solicitante será atendido. Se você é empregado doméstico e não foi aprovado pelo programa, a Simplypag tem uma solução pensada especialmente para o seu caso!

Somos especialistas em empréstimos para empregados domésticos registrados. Aqui, você encontra segurança, agilidade e praticidade para obter crédito com juros baixos, podendo definir o valor do seu empréstimo e também das mensalidades.

Como o pagamento é descontado diretamente no salário, o crédito pode ser concedido mesmo para pessoas negativadas. Dessa forma, fica muito mais fácil se organizar e quitar a sua dívida.

Faça uma simulação em nosso site e conheça as opções de valores e parcelas disponíveis!

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *