Como conseguir empréstimo com juros baixos?

Realizar um sonho, fazer um investimento, limpar o nome sujo… Os motivos que levam alguém a pedir um empréstimo são vários, mas nessa hora o objetivo é um só: fazer um bom negócio.

Isso significa, principalmente, encontrar boas condições de pagamento, que dependerá da contratação de um empréstimo com juros baixos.

Não são só as taxas de juros que definem o valor das parcelas, mas sem juros baratos você não faz um negócio vantajoso

E a última coisa que você quer é assinar um contrato ruim e acabar cheio de dívidas, não é verdade?

Por isso, neste artigo vamos te ajudar a entender tudo sobre taxas de juros para conseguir um empréstimo barato! 

Mas antes de falarmos sobre isso, você precisa saber um pouco mais sobre soluções de crédito e custos

Vamos lá?

Quanto custa fazer um empréstimo?

A soma dos valores envolvidos em um empréstimo chama-se Custo Efetivo Total (CET). Ele é a soma de todas as despesas da operação, como o valor solicitado, impostos e taxas de juros.

Portanto, o CET é o “preço” do empréstimo, que varia de acordo com:

  • A financeira, que estabelece regras, tarifas e condições do empréstimo;
  • A modalidade de crédito contratada;
  • A situação financeira do solicitante.

Como minha situação financeira afeta o custo do empréstimo?

A sua situação é o mais importante, porque vai indicar o tipo de empréstimo que pode contratar e as condições oferecidas.

Para ficar mais fácil de entender, imagine estes cenários:

Você sempre pagou as contas em dia, tem um score alto ou pode oferecer uma garantia ao empréstimo. Isso o torna confiável e diminui o risco de inadimplência, ou seja, a empresa tem mais segurança de que receberá o pagamento das parcelas.

Esse risco baixo garante melhores condições de contratação, como taxas baixas e prazo longo.

Por outro lado, imagine que tem um histórico financeiro complicado, com dívidas e nome negativado, e não pode oferecer uma garantia. Um empréstimo nesse cenário oferece risco alto de inadimplência.

Esse risco elevado pode impedir ou não a contratação de crédito. Quando ela é aprovada, a insegurança é compensada nas tarifas. 

Desse modo, risco alto para o banco significa taxas de juros elevadas para você.

Agora você entendeu?

Dependendo do risco oferecido pelo cliente, o tipo e as condições disponíveis para o empréstimo variamIsso afeta as taxas de juros e, consequentemente, o CET.

O que faço para conseguir um empréstimo barato?

Independente da sua situação financeira e dos riscos envolvidos, para contratar um empréstimo seguro e barato você deve:

  • Pesquisar as condições oferecidas pelas empresas;
  • Conhecer a reputação dessas instituições;
  • Fazer simulações do valor do CET;
  • Optar por modalidades de empréstimo com juros baixos;
  • Comparar diferentes planos de crédito;
  • Fugir de “soluções” fáceis, como empréstimos com agiotas, porque escondem armadilhas.

Além disso, conseguir crédito barato fica mais fácil quando você procura uma empresa que atende ao seu perfil, ou seja, que é especializada em atender determinado segmento de clientes. 

Essas empresas conhecem as características do seu público e, com base nisso, criam condições especiais de contratação de crédito. 

Um exemplo é a própria Simplypag, especialista em empréstimos para empregados domésticos

Como conhecemos o perfil desses trabalhadores, elaboramos um plano de crédito com tempo e condições de pagamento!

Quais modalidades de empréstimo têm juros baixos?

Assim como cada empresa tem uma política de tarifas, cada tipo de empréstimo tem uma taxa de juros proporcional aos riscos envolvidos. Ou seja, aqueles de risco baixo têm juros baixos.

Por isso, na hora de contratar, dê preferência às seguintes soluções de crédito:

Empréstimo consignado

Assunto deste post, esse tipo de empréstimo é oferecido a quem tem renda fixa garantida. 

Por exemplo, funcionários públicos e privados, pensionistas e aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

As parcelas são descontadas no contracheque ou no benefício. E como o pagamento é praticamente certo, a inadimplência é muito baixa.

Isso torna o consignado uma das modalidades de empréstimo com juros mais baixos. Dependendo do solicitante e do banco, a taxa de juros mensal pode ser inferior a 1%, segundo dados do Banco Central.

Empréstimo com garantia de imóvel

empréstimo de garantia de imóvel funciona através da alienação fiduciária. O nome é complicado, mas significa simplesmente oferecer um bem como garantia de uma dívida

No caso, o bem é um imóvel. Ele torna-se propriedade do credor (instituição financeira) durante o pagamento do empréstimo, mas, nesse período, o devedor (cliente) continua usando o bem alienado. 

Depois que o débito for pago, a titularidade do imóvel é devolvida.

Desse modo, é um crédito barato e atrativo porque oferece garantia, que assegura que o credor não vai ficar no prejuízo.

Empréstimo com garantia de veículo

Essa modalidade de empréstimo é semelhante à anterior, com diferença do bem que é alienado.

Como carros, motos e caminhões são mais acessíveis do que imóveis, fazer um empréstimo com garantia de veículo pode ser muito mais fácil. E ainda há instituições financeiras que oferecem até 90% de crédito sobre o valor do automóvel.

Além disso, esse também é um empréstimo com juros baixos e prazos mais longos!

Como a taxa de juros é definida?

Como a gente já explicou, a situação financeira do cliente e o risco de inadimplência afetam os juros de uma operação. 

Porém, não são só eles!

Um dos principais fatores usados para definir as taxas é a Selic, sigla de Sistema Especial de Liquidação e Custódia. 

Ela é a taxa básica de juros da economia e influencia todos os sistemas de juros do país, como empréstimos e investimentos.

Quando a taxa Selic está baixa, os custos de captação das financeiras ficam mais baratos. Assim, elas repassam essa queda ao cliente, tornando os juros menores. 

Já a Selic em alta encarece as taxas e dificulta o acesso ao crédito. Você pode acompanhar a taxa Selic na página do Banco Central, na qual também pode conferir as taxas de juros das principais instituições financeiras do país.

EXTRA: Trabalhador doméstico, precisa de empréstimo com juros baixos? A Simplypag tem!

A solução de crédito da Simplypag foi pensada especialmente para o perfil do empregado doméstico e reúne todas as facilidades de um consignado:

  • Pagamento descontado diretamente no salário;
  • Empréstimo com juros baixos;
  • Custo total do empréstimo barato;
  • Crédito para negativado.

Além disso, nosso empréstimo é online, por isso é rápido e prático.

Você faz o pedido pelo nosso site e, quando ele for aprovado, nós te avisaremos e faremos o depósito. O dinheiro estará na sua conta em até 48 horas!

E caso você trabalhe como empregado doméstico, mas não seja registrado, não tem problema.

Podemos conversar com seu patrão e apresentar nossos serviços, então te avisaremos quando estiver tudo resolvido.

Aproveite a oportunidade! Solicite nosso empréstimo exclusivo para empregados domésticos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *